top of page

Cromoterapia e o poder das cores

As cores estão por toda parte e elas podem fazer coisas incríveis com o nosso psiquismo.


Para onde quer que olhemos, vemos alguma cor. Elas estão presentes nos alimentos que ingerimos, nas roupas que vestimos, no ambiente familiar e no trabalho. E o tempo todo somos influenciados, de forma inconsciente.


As cores são fótons e um fóton é um quantum de energia. E se nós somos energia, as cores exercem uma grande influência em nosso corpo e também em nossa mente.


As cores surgem a partir da incidência da luz. A energia luminosa é composta pelas sete cores do arco-íris, como foi comprovado pelo físico e matemático, Isaac Newton. Ele estudou a decomposição do espectro visível da luz, comprovando que um raio de luz solar, ao atravessar um prisma de vidro, se decompõe em sete cores, conhecidas como as cores arco-íris: Vermelho, Laranja, Amarelo, Verde, Azul, Índigo e Violeta.


O uso das cores para o tratamento físico é conhecido como cromoterapia e sempre foi muito utilizado por antigas civilizações.


Arqueólogos encontraram templos no Egito construídos de tal forma que os raios do sol refratavam as cores do arco-íris nas chamadas “salas de cura”, usadas para recuperação de doentes. Também existe a relação dos deuses egípcios, que comprova o profundo conhecimento daquela civilização em relação as cores e os seus efeitos. Thoth, representado pela cor azul, tinha o poder de despertar os centros espirituais do cérebro. Isís, com seu raio amarelo, era responsável pelo estímulo da mente. Osíris, com seu raio vermelho, era responsável pela vida.


E foi na Índia, que as setes cores do arco-íris foram relacionadas aos centros de energia do corpo, os chakras. Cada centro de energia possui uma cor que alimenta e restabelece o fluxo energético em todo o corpo.


De acordo com a teoria de Guadiali, cientista indiano, as cores representam potenciais químicos em altas oitavas de vibração. Para cada órgão ou sistema do corpo humano, há uma cor que estimula e outra que inibe seu funcionamento. Eu costumo dizer que o nosso corpo é muito inteligente e que precisamos confiar nessa inteligência.


O metafísico Valcapelli, explica que as cores não são elementos estranhos ao organismo, o corpo está habituado a metabolizar substâncias coloridas. Portanto, o emprego das cores na terapia objetiva suprir o organismo de energia das cores, visando o reequilíbrio das regiões que se encontram carentes de substâncias saudáveis para o organismo ou com algumas funções metabólicas alteradas. A presença das cores favorece o aproveitamento dos componentes nutritivos das células, provenientes da alimentação bem como equilibra as funções orgânicas.



 


AS 7 CORES E SEUS EFEITOS

Resumidamente, colocarei aqui os principais efeitos de cada cor e suas palavras-chaves.



- VERMELHO (FORÇA – AÇÃO – VITALIDADE)


Centro de força: Básico – Chakra Muladhara


Quando usar: sempre que precisar de ânimo e foco no presente (no aqui agora). O vermelho estimula a autoafirmação e recupera a consciência de si próprio.


Saúde: indicada para o tratamento de anemia e apatia.


Contraindicações: febre, pressão alta, taquicardia, inflamações e distúrbios emocionais (temperamento excitado)



- LARANJA (PRAZER – VONTADE – EXPRESSÃO)


Centro de força: Esplênico – Chakra Svadhisthana


Quando usar: o laranja facilita a expressão e ajuda a criar um bom nível de diálogo entre as pessoas. Elimina a depressão e a tristeza.


Saúde: alivia câimbras e espasmos musculares. Fortalece os ossos. Estimula as glândulas mamárias para aumentar a produção de leite no pós-parto.


Contraindicações: cautela em casos de febre alta, vômitos e infecção.



- AMARELO (CRIATIVIDADE – ALEGRIA - ESPONTANEIDADE)


Centro de força: Plexo Solar – Chakra Manipura


Quando usar: é a cor que proporciona clareza mental e deve ser utilizada sempre que você precisar de criatividade e concentração. Estimula a paciência.


Saúde: estimula a regeneração dos tecidos e acelera processos de cicatrização. Também auxilia na digestão e ativação do sistema linfático. Recomendado para tratar doenças de pele.


Contraindicações: inflamação aguda, delírios, histeria, diarreia e gastrite.



- VERDE (EQUILÍBRIO - CURA - RENOVAÇÃO)


Centro de força: Cardíaco – Chakra Anahata


Quando usar: é a cor calmante do sistema nervoso. Fundamental para o tratamento do estresse. Permite uma compreensão maior da vida e do mundo.


Saúde: regulariza a pressão arterial e promove o equilíbrio do corpo inteiro. Tem propriedades bactericidas e desinfetantes.


Contraindicações: o uso exagerado pode causar fadiga.



- AZUL (CALMANTE - RELAXAMENTO - PAZ MENTAL)


Centro de força: Laríngeo – Vishuddha


Quando usar: o azul traz quietude e paz mental. Reduz tensões e promove a expansão da consciência.


Saúde: recomendado nos casos de doenças inflamatórias e tratamentos para audição. Também auxilia no bom funcionamento da glândula tireoide.


Contraindicações: paralisia e resfriados.



ÍNDIGO (EXPANSÃO – COMPREENSÃO - CONHECIMENTO)


Centro de força: Frontal – Chakra Ajna


Quando usar: essa cor libera medos e inibições. Limpa e clareia as correntes psíquicas do corpo físico.


Saúde: tonifica os músculos e é um excelente anestésico. Eficaz no tratamento de complicações pulmonares e problemas estomacais. Tem efeito coagulante.


Contraindicações: por ser uma cor fria, não é recomendado para doenças causadas pelo frio.




VIOLETA (INTUIÇÃO – MEDITAÇÃO - ESPIRITUALIDADE)


Centro de força: Coronário – Chakra Sahashara


Quando usar: essa cor permite o perfeito sincronismo dos ritmos corporais. Transforma as vibrações mais baixas nas mais elevadas. Controla a irritação e é considerado um raio purificador das ideias.


Saúde: pode ser utilizada no tratamento de todas as doenças mentais e nervosas.


Contraindicações: não é recomendado para pessoas muito deprimidas.



FORMAS DE UTILIZAÇÃO

Água solarizada: Tomar água solarizada com cores é uma maneira prática e fácil para se obterem os benefícios da cromoterapia. Para solarização da água, antes de bebê-la, basta pegar uma garrafa de vidro transparente, envolvê-la com papel celofane na cor indicada ou comprar a garrafa de vidro na cor que você necessita, enchê-la de água potável e levá-la ao sol; deixe o recipiente exposto à luz solar por um período mínimo de uma hora até 2 horas. Preferencialmente na parte da manhã (entre 8h e 10h)


Após esse processo, a água já estará potencializada e pode ser armazenada na geladeira. A quantidade mínima sugerida é de um copo por dia, no entanto, quanto mais tomar, melhor o efeito.


Visualização: Basta imaginar uma cor na região do corpo que estiver debilitada. Concentre-se e imagine que você respira a cor que necessita. Mentalize que todas as suas células captam essa energia curativa.


Roupas / objetos: Agora que você já conhece os benefícios, use as roupas de acordo com a vibração da cor que você precisa para o seu dia ficar melhor. Os objetos coloridos também estimulam a captação da vibração das cores.


Alimentos: faça a ingestão de alimentos das cores que você mais necessita.


Importante: a cromoterapia é uma prática natural e alternativa, porém ela não dispensa o tratamento médico. Ao contrário, pode ser usada paralelamente. Consulte sempre um terapeuta especializado.


Faça um bom uso dessa técnica milenar.


Michelle Rossetto

Massoterapeuta, Naturóloga e facilitadora de grupos de meditação no Instituto Evoluir. Apaixonada por autoconhecimento e terapias naturais.


E-mail: michelle@institutoevoluir.com.br

1.316 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page